1.1 – Os capitalizados

Home/Destaque/1.1 – Os capitalizados

1.1 – Os capitalizados

Ao final da primeira reunião com produtores rurais, no Sindicato de Dom Pedrito, tínhamos chegado a um resultado de entusiasmar: dos 15 produtores presentes…

Ao final da primeira reunião com produtores rurais, no Sindicato de Dom Pedrito, tínhamos chegado a um resultado de entusiasmar: dos 15 produtores presentes, 11 tinham aderido ao nosso programa de 6 meses, visando o desenvolvimento da Qualidade Total no Campo.

Detalhe importante: comprometendo-se a pagar uma parte dos custos, algo muito difícil de se conseguir na época.

Estávamos no início dos anos 90, o Comitê Setorial de Pecuária de Corte tinha sido constituído há poucos meses.

O resultado da reunião tinha tido, além da enorme credibilidade do presidente, outros fatores que explicavam o sucesso alcançado:

  • Os participantes não tinham sido buscados em uma palestra de sensibilização, ou por telemarketing. Tinham sido cuidadosamente selecionados, pelos organizadores, pelo fato de terem grande potencial de aplicação, imediata, das ferramentas que nos propúnhamos a utilizar. Nossa tarrafa era pequena, precisávamos atirá-la sobre o cardume!
  • Eram proprietários de áreas de diversos tamanhos, atividades diferentes, que tinham em comum:
    • uma boa formação técnica;
    • a vontade de aprender;
    • distâncias razoáveis da sede do município;
    • o hábito de contratar assessorias;
    • utilizar contabilidade de certo nível, e outras…

Para continuar lendo, clique aqui.

 

Autor: Claus Süffert

Em Novembro de 1996, Claus Süffert plantou uma semente chamada Quality Inn, germinada pela sua experiência profissional em empresas de grande porte, como os 5 anos em que trabalhou na Petrobrás e a sua carreira de 25 anos no Grupo Gerdau. Foi durante esse período na Gerdau que teve seu primeiro contato com os conceitos de Gestão da Qualidade Total, método que futuramente serviria de base para a sua própria empresa.

2018-05-29T14:52:35+00:00 29 / maio / 2018|Destaque|