Coisas de Suiços.

Home/Destaque/Coisas de Suiços.

Coisas de Suiços.

Os suíços não correm, não suam, não se afobam, caminham devagar… e produzem muito mais do que nós.

Aprendemos este fato participando de torneios de punhobol naquele país, desde 1988;  recentemente, eles festejaram a 50a edição do OBERSEETURNIER, que é o maior torneio interclubes do mundo, nesta modalidade esportiva.

Basta relatar apenas 3  fatos para sustentar o que afirmamos:

AS SÚMULAS – Em 1989, de forma dramática, conseguimos ser campeões do torneio pela primeira vez.

Tínhamos feito reações memoráveis, decisões espetaculares, e queríamos levar para o Brasil

lembranças palpáveis destes feitos. Naquele tempo ninguém filmava, e se fotografava muito pouco – porque era caro.

Logo depois da premiação, pedimos ao organizador cópia das súmulas das partidas que tínhamos disputado.

– “É impossível” – retrucou.

Argumentamos que  tiraríamos cópias, lhe devolveríamos os originais, seria muito rápido.

Não conseguimos. E ele nos explicou porque:

– “Logo depois de entregue a taça, e o envelope com o prêmio em dinheiro, eu queimo todas as súmulas!”

Entendemos. Nós temos todas nossas súmulas de jogos, desde 1953, em casa, todas arrumadinhas em pastas e caixas apropriadas. Jamais utilizamos siquer uma delas…

Continue lendo, clicando aqui.

Autor: Claus Süffert

Em Novembro de 1996, Claus Süffert plantou uma semente chamada Quality Inn, germinada pela sua experiência profissional em empresas de grande porte, como os 5 anos em que trabalhou na Petrobrás e a sua carreira de 25 anos no Grupo Gerdau. Foi durante esse período na Gerdau que teve seu primeiro contato com os conceitos de Gestão da Qualidade Total, método que futuramente serviria de base para a sua própria empresa.

 

2018-04-30T09:53:30+00:00 30 / abr / 2018|Destaque|