Preço Comunica.

Home/Destaque/Preço Comunica.

Preço Comunica.

Preço não é simplesmente um valor a pagar. Ele pode comunicar muito a respeito do que uma empresa pensa do seu cliente!

Passamos a relatar 6 casos reais, que ilustram bem a importância do preço como instrumento de comunicação:

PREÇOS DE FRIGOBAR – Quando chegamos num hotel, e vemos os preços do Frigobar, podemos ter reações bem diversas:

  • se custa muito mais do no super-mercado: – estes caras sempre querendo explorar a gente! Saco! Vou sair e comprar no buteco ali na esquina!
  • se é gratuito: – tão ganhando muito na diáriasenão não tinha esta colher!
  • se é só um pouco mais do que no Super: – Estes caras são sérios. Eles cobram o justo pelo que fornecem!

Vale a pena vender uma água mineral pelo triplo do preço, e perder esta mensagem?

LIQUIDAÇÃO – as sazonais são razoáveis. Vai terminar a estação, preciso abrir espaço para o estoque do ano que vem. As outras, passam uma mensagem de negociação perde – ganha. Na semana passada, comprei este mesmo artigo por bem mais caro. Chato, não é?

OS ,99 – Quando uma loja põe 19,99 no preço, está te dizendo: estou tentando te enganar. Quero dificultar a tua avaliação. Vou fazer o mesmo quando falar da qualidade dos meus produtos! Cito com orgulho a Ópticas Foernges: jamais faz liquidação ou coloca preço .99!

ARAME DE PRATA QUE VALE OURO! – A história mais deliciosa deste jogo vivenciei na Argentina. Uma empresa descobriu um jeito de substituir o arame cobreado para solda – muito caro – por um arame revestido por uma camada de proteção incolor, muito mais barata. O desempenho do produto era praticamente o mesmo.

Se o lançassem no mercado com um preço menor, passaria a mensagem de que era inferior. O lançaram, então, a 20% acima do preço do cobreado (lembra medalha de cobre), um

alambre de plata que vale oro!

Vendeu muito bem.

Continue lendo, clicando aqui

Autor: Claus Süffert

Em Novembro de 1996, Claus Süffert plantou uma semente chamada Quality Inn, germinada pela sua experiência profissional em empresas de grande porte, como os 5 anos em que trabalhou na Petrobrás e a sua carreira de 25 anos no Grupo Gerdau. Foi durante esse período na Gerdau que teve seu primeiro contato com os conceitos de Gestão da Qualidade Total, método que futuramente serviria de base para a sua própria empresa.

 

2018-03-05T11:48:39+00:00 5 / mar / 2018|Destaque|