Cooperativismo: Márcio Port ministra palestra no 18º Congresso Internacional da Gestão

Home/Sem categoria/Cooperativismo: Márcio Port ministra palestra no 18º Congresso Internacional da Gestão

Cooperativismo: Márcio Port ministra palestra no 18º Congresso Internacional da Gestão

A programação do 18º Congresso Internacional da Gestão, promovido pelo Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade (PGQP), contou com a palestra “Desenvolvimento econômico e social através da cooperação”, ministrada pelo vice-presidente da Central Sicredi Sul Sudeste, Márcio Port. O palestrante falou sobre como funciona o cooperativismo e as diferenças entre ser sócio de uma cooperativa e cliente de um banco convencional. “Numa cooperativa podemos fazer nós mesmos o que outras instituições cobram para fazer”, esclarece.

Port informou que o Sicredi é a 6ª maior instituição financeira em captação de depósitos do Brasil e o maior repassador de recursos para agricultura familiar. “Um dos nossos diferenciais é que somos obrigados legalmente a captar e emprestar recursos somente para associados. Ou seja, o que for arrecadado no Rio Grande do Sul, todos os depósitos dos gaúchos no Sicredi, ficam no nosso estado”, explica.

O palestrante também falou sobre a atuação do Sicredi, principalmente, nas pequenas cidades. “Dois terços dos municípios gaúchos têm menos de 10 mil habitantes. Atuamos muito nessas cidades buscando promover o desenvolvimento econômico e social dos associados e das comunidades. Nossas assembleias também são uma maneira de reunirmos os sócios para pensar nas necessidades de cada local”, afirma. “O Sicredi também se preocupa com os aspectos sociais, como a educação. Pensando nisso, criamos as cooperativas escolares, por exemplo”, complementa.

O vice-presidente da Central Sicredi Sul Sudeste acredita que as pessoas optam pela cooperativa não por arrecadar lucros, mas para que outras instituições não lucrem em cima delas. “Muitas pessoas nos perguntam qual nosso maior concorrente. Não são os bancos, como a maioria pensa. Nosso maior concorrente é o desconhecimento, pois nem todos sabem como é nosso sistema”, relata.

2017-09-05T18:37:46+00:00 5 / set / 2017|Sem categoria|